Instagram has returned invalid data.
Lista

As 8 fases do amor

tumblr_nch01x9Ron1qzapjzo1_1280

Vocês, criativas, já se perguntaram se o amor é feito de fases, etapas, metas do coração para cumprirmos? Muitas vezes já me peguei pensando nessa questão e realmente acho que isso tem um pouco de verdade, quer saber por quê? Vem cá ler.

1. Conhecimento

Essa fase é o inicio de tudo, é o que vai levar o amor para o lado ruim, bom, ou inesquecível. Pode parecer besteira ler isso, mas muitas pessoas esquecem essa fase por simplesmente ser básica demais, elas esquecem que essa fase é a base de tudo. É por isso que muitos relacionamentos não vão pra frente, porque as pessoas esquecem de perguntar, de interagir, de conversar uns com os outros. Elas se jogam em um relacionamento sem ter conhecimento do seu parceiro. É difícil, mas algumas pessoas começam entregar amor, sem lembrar qual foi o motivo da entrega. No amor, o inicio é o melhor de todas as fases. Aproveite!

2. Admiração

Depois que a “fase um” for concluída, logo de início, se o resultado for bom, vamos sem perceber para a fase da admiração. Lembrando que essa fase chega rápido se todo conhecimento transmitido a você for interessante. É gostoso saber que uma parte sua, que às vezes você tenta esconder, fica admirada até pelas coisas bestas que ele fala.

3. Afeição

Então você chega na terceira fase e tudo o que você sente está misturado; carinho, proteção, cuidado, todos os seus sentimentos bons estão voltados para a outra pessoa. Você passa a conversar mais com ela, a descobrir coisas que você acha estranho e começa a se importar com os pequenos detalhes que ela passa a demonstrar. Você passa a se preocupar com ela.

4. Intimidade

Com todos esses sentimentos misturados, você se sente mais próxima dele, começa a dizer coisas que nunca falou pra ninguém. E se falou, foram para os mais íntimos, os de anos de convivência e ele, que pouco te conheceu, já soube dos seus micos e desejos de infância. A sua intimidade com ele começa a crescer.

5. Confusão

As coisas começam a complicar dentro de você nessa fase. A afeição ficou maior, a intimidade cresceu e o conhecimento transportado por vocês é imenso. Uma parte de você quer se arriscar nesse romance e outra parte tem medo do pior. Tem medo que apesar de tudo, ele volte a ser como os tantos outros que não aguentaram o peso do seu amor. Você começa uma luta interna entre se entregar ou se poupar da entrega.

6. Negação

Em alguns casos, não todos, o medo vence. Nessa situação você vai negar o amor, vai fugir dele e fingir que nada aconteceu. Que as noites mal dormidas foi por causa de uma comida estragada, e que os choros repentinos foi uma lembrança qualquer de algum filme emocionante que te veio a mente, mas você sabia que o único filme que passava em sua cabeça, era a cena romântica com os seus dedos entrelaçados no dele. Não adianta negar, amiga.

7. Aceitação

Agora você está mais do que preparada. A parte difícil já passou, os dias de luta foram vencidos pela sua certeza. Esse é o momento que você decidiu arriscar seu amor pela pessoa que tanto te fez sorrir. Você aceita o tremelique do seu coração enquanto ele vem falar com você e o início de uma possível gagueira. Você se arrisca.

8. Demonstração

Finalmente você coloca todo o peso do seu coração para fora e faz o medo virar uma melodia na sua boca. Você fala, sorri, abraça e tenta mostrar o seu amor com simples 3 palavras. Você ignora o que pode acontecer e se deixa ser só sentimento, e é esse sentimento que te transforma. O que vai acontecer depois eu não sei…. bom, ruim, às vezes o eu te amo pode ser confuso e só será compreendido depois de dias.

Mas eu sei de uma coisa, não importa quantas vezes você diga isso, todas as vezes você vai dizer de um jeito diferente, você será diferente e começará a sentir e ser melhor a cada sentimento. Porque o amor é isso, ele é bom. Será sempre bom. E quem dizer ao contrário, não é amor. Pelo menos não até chegar na última fase.

Mais dicaspara você!
10 sugestões pra curtir o Dia dos Namorados gastando pouco
DIY Dia dos Namorados: Livro “100 coisas para fazer juntinhos”
7 coisas para fazer com o namorado no Natal