Instagram has returned invalid data.
Crônicas

Hoje eu parei pra pensar em você

paris-engagement-0009

E isso não significa que antes eu não pensava, que ontem, anteontem e semana passada eu não estava imaginando como seria o nosso futuro junto. Não. isso só quer dizer que os pensamentos eram repentinos. Aconteciam vez ou outra, lá e acolá. Nada muito detalhista. Nada como esse texto.

Hoje eu parei pra pensar em você, porque me vi pensando em mim e, veja só, você estava ao meu lado. Não foi algo planejado, aliás, pensamento nenhum é planejado. Pelo menos não os sinceros. Eu me vi sentada no banco daquela praça que se encontra atrás da minha casa e quando olhei para o lado, lá estava você. Me vi escrevendo no meu quarto no meio da madrugada, e você estava lá, apenas observando com um sorriso, como era peculiar o meu modo de ver a vida.

Ou quem sabe, você só estava achando graça mesmo das minhas palavras, o que devo confessar, é algo menos impossível.

Eu não acredito em destino. Muito menos em cara metade, mas acreditei em você. Não era nada como a tampa da minha panela, sabe? O bagaço da minha laranja. E devo alertá-lo, é bem provável você não ser minha alma gêmea. Você não é, não porque não é perfeito para mim, mas porque não acredito nessas metades que a vida dá pra gente. Não somos feitos de metade. Somos inteiros. Eu e você. Inteiros o suficiente para sermos dois, três, e quanto mais precisarmos ser. E foi o seu inteiro que me cativou. Foi você todo. Não foi nenhuma suposta metade que vai se juntar a minha. Foi o espaço inteiro do seu coração, que se ajeitou para abrir um lugar e o meu coração foi morar ao lado.

Foi essa bondade que me conquistou. Foi esse espaço que se ocupou sem eu nem precisar perguntar. Foi aquele eu te amo dado de repente, foi o beijo que eu esperava e que não veio. Foram as surpresas que você me deixou. O beijo na testa. O boa noite, minha linda. O não esquece de mim. Foi a anel que você diz ter comprado e que ainda não mostrou, porque mais uma vez, você quis me surpreender. Que graça tem mostrar uma coisa que você já sabe, nos dias que eu sei que você estará comigo? É isso que você acha, não é?

Você gosta mesmo é dos bilhetes pela casa, é do café surpresa na cama, é de me ver acordar enquanto faz cafuné, é de “esquecer” sua blusa de frio aqui em casa depois de eu dizer que gostava dela, é de acrescentar um dia a mais nas suas férias só pra me ver feliz, é de ver a surpresa nos meus olhos porque você gosta mesmo é do verdadeiro. E tem algo mais verdadeiro que o carinho inesperado? É seu inesperado que cativou o meu desespero.

Graças a você, depois de muito tempo pensando, eu descobri: O amor não precisa te surpreender, basta ser simples que já será uma surpresa.

Mais dicaspara você!
O melhor filme de todos
O que eu gosto em você
Amor requer discussão e não brigas