Alice sem maravilhas 3/10 | Namorada Criativa - Por Chaiene Morais
Sem categoria

Alice sem maravilhas 3/10



Levantei, joguei o dinheiro em cima da mesa e saí o mais rápido que pude, tentando, em vão, encontrar os passos certos e ritmados para voltar para casa. Isso não pode acontecer de novo, por um minuto vi toda situação sair do meu controle e minha mente já começou a girar. Olhei para trás e vi que ele me seguia, desviei do caminho habitual, peguei um atalho e ele não desistiu. Quando cheguei na portaria do meu prédio, ele já estava bem atrás de mim. O que esse cara está fazendo?

Rapidamente ele segurou meu braço, puxou-me para perto e olhou dentro dos meus olhos e disse:
– Ei, calma. O que está acontecendo? Não fuja de mim. Eu não vou te machucar. – esse olhar eu conhecia. Ele estava dizendo a verdade e ao mesmo tempo não entendia nada.
– Não é nada. A gente não pode mais se ver. – meu coração doeu quando disse isso. É estranho esse tipo de dor, porque eu nem o conhecia para já ter qualquer tipo de sentimento por ele.
– Mas o que eu te fiz? Por que está fugindo de mim, Alice? O que os garçons dizem a seu respeito? Conte-me que eu volto lá e prometo dar uma lição em cada um deles. – eu não podia simplesmente responder o que ele queira. E se ele não me aceitar? Viraria as costas para mim? Eu não aguentaria mais uma pessoa dando as costas para mim por não saber lidar com o meu pior. Um relacionamento, uma amizade deveriam ser construídos só com as coisas boas da vida? Será que alguém, algum dia iria se apaixonar por cada mania que eu tenho?
– Olha, eu já disse que não é nada, ok? Só lembrei que minha mãe está me esperando e precisava voltar logo para casa. Você parece ser gente boa, mas as coisas não são assim. Eu acabei de te conhecer. Tudo bem que você é lindo, mas não pode sair por aí usando isso a seu favor. Sentando na mesa de uma desconhecida, tentando puxar conversa e tocando “sem querer”. Essas coisas não funcionam comigo. – quando percebi, já tinha disparado a falar e não dava tempo de voltar atrás. Pude perceber uma mudança de expressão no rosto dele, de verdadeiro passou para triste, ou até mesmo frustrado. Será que fui dura demais?
Ele abaixou a cabeça e disse:
– Alice, me desculpa. Não tinha a intenção. Já te disse que não sou esse tipo de cara. Nunca fiz nada disso antes, mas quando eu te vi, foi como se todos os meus problemas tivessem sumido e a esperança ressurgiu no meu coração. Eu precisava ir atrás de você, te conhecer, ouvir sua voz, saber qual o som da sua gargalhada. Não sei explicar exatamente porque, eu só consigo sentir isso. Te segui porque fiquei preocupado. Não entendi nada do que me disse e queria me certificar que estava bem, se chegou em casa com segurança. – confesso, ele é um fofo. Ninguém foi tão sincero comigo, como ele está sendo agora. E pela primeira vez, não tenho dúvidas se é realmente verdade. É como se todo meu problema de confiar nas pessoas não existisse. Toquei no seu rosto, sua pele agora gelada me fazia arrepiar, ele levantou a cabeça e me olhou.
 – Não devia ter saído daquele jeito, desculpa. Eu sou uma pessoa complicada.
– Todo mundo é complicado.
– Mas eu sou realmente diferente! Todo mundo diz “todo mundo é complicado”, mas comigo o buraco é mais embaixo. Eu não sou o tipo de garota que você acha que eu sou.
– Qual tipo de garota você é?
– Do tipo que afasta as pessoas. E é isso mesmo que estou fazendo com você neste exato momento. Adeus, Vinicius. Foi um prazer te conhecer.
Virei as costas e continuei meu caminho para casa contando os passos mais alto que o normal para impedir que meus pensamentos me levassem até ele e meus olhos atentos a cada linha que aparecia no chão. Eu não esperava que ele me seguisse, eu não esperava que ele insistisse. Como posso estar pensando em envolvimento com uma pessoa que conheço há apenas algumas horas? Como pude falar aquelas coisas? Por favor, olha bem pra você! O que te faz pensar que ele quer algum tipo de envolvimento com você? Provavelmente ele estava se sentindo sozinho e quis uma companhia pra uma conversa de bar, sem nenhuma intenção de levar isso adiante e você bancou a estranha metida.


 * Essa web série está sendo escrita em conjunto pela Gabi Piva e Mari Guimarães. 
Serão postadas duas vezes por semana, na segunda-feira e sexta-feira. Não percam! Prometo que não vão se arrepender! <3
Mais dicaspara você!
Kit Decorativo para o Dia das Mães
Lembrancinhas para o Dia das Mães
Kit Autocuidado para o Dia das Mães