em Crônicas, Dicas

O fim de um relacionamento

Antes de começar esse texto, eu gostaria de pedir algumas sugestões de temas para escrever aqui no blog. Eu tenho muitas ideias anotadas, mas sempre acho que elas podem não ser tão boas quanto outras. Então prefiro que vocês digam pelos comentários o que querem ler e assim poderei agradar e ajudar muito mais! Tá bem?

Então vamos ao texto…

galeria_leitores_pes_result03

Esse tema é algo difícil de falar porque cada interpretação vai do seu humor no momento que lê, às vezes as pessoas podem não concordar com o que vou escrever, podem até achar um absurdo porque “não sabe como eu tô sofrendo”, mas eu sei amiga, eu sei muito bem e é por isso que eu quero ajudar.

Sabe por que eu disse que talvez vocês não iam aceitar esse texto? Porque esse texto se baseia no sofrimento. Sim gente, porque sofremos amando! Porque o amor é um sofrimento e eu não estou dizendo isso como se fosse algo ruim. Amor não despedaça, corta, ou arranca algo de você (pelo menos não fisicamente). A gente sofre por pensar demais, a gente sofre por querer demais, a gente sofre por exigir e não ter, então sofremos porque trazemos isso pra gente.

Entende?

Não é algo que escolhemos, é natural. Acabou e eu ainda tô sofrendo.

A gente não se recupera rápido quando caímos de algum lugar, e com o amor não é diferente. Vai doer, vamos ficar desesperadas achando que alguma coisa quebrou porque a dor tá muito forte, mas depois isso vai sumir, a dor vai passar e vamos perceber que não tinha nada quebrado, foi só o desespero da hora. Foi só o momento dizendo que tudo estava pedido. Quando nos machucamos, precisamos de um tempo para nos curar, precisamos descansar e fazer coisas que ajudem a melhorar o ferimento. Se você machuca a perna, ou o braço, se tem um arranhão ou um corte, você se sente bem assim que vê aquilo quase curado. O amor, quando ferido, se torna um machucado doloroso porque não sabemos o tempo exato que leva para a recuperação. Nós não estamos vendo as etapas, não estamos notando o quanto aquilo já está melhor.
E é exatamente isso! Já tá melhor, mas você ainda não notou, porque você precisa de provas!

Então o que fazer? Como ter essas provas? É só vivendo! É sair do seu estado de negação. Do seu estado de “nunca mais vou amar alguém” ou “nunca mais vou me entregar”. Porque precisamos sim nos entregar e precisamos sim amar, temos que fazer isso porque só assim notamos que estamos curadas. E POR FAVOR, POR FAVOR! Não me venham com essa coisa de “eu vou pegar todo mundo porque estou de coração partido”, nada contra pegar todo mundo, longe disso. Você só não pode usar essa desculpa pra curar seu coração. Você não tem que conquistar alguém para se sentir conquistada.

A entrega que eu estou falando se baseia na sua aceitação. É aceitar que acabou, mas que não teve fim. Aceitar que isso acabou, mas isso não é seu final, que uma próxima pessoa pode aparecer e pode ocupar esse espaço que você tanto nega em seu coração. Que a fila anda e você não vai deixar de amar porque uma pessoa não valorizou seu amor. Entenderam? Espero que sim.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

8 comentários

  1. Amanda em

    :)

    Responder
  2. Jéssica em

    Faça um texto falando de Amor a distancia :)

    Responder
  3. carolina cristina lima em

    Oi Ké,me identifico tanto com textos assim.
    Sou uma pessoas que me entrego de corpo e alma e tenho relacionamentos longos e e sempre que acaba sentimos que uma parte foi arrancada e que nada existirá depois,mas sempre existe.
    Bem como diz aquela frase ” Do amor e da cachaça sempre dizemos nunca mais,mas só enquanto dura a ressaca.”
    Grande beijo da Carô

    Responder
    1. Kézia Martins em

      Hahaha boa frase, Carô! É bem assim mesmo :D

      Responder
  4. Tai em

    Kézia, to precisando desabafar… :/ Como posso falar com você por privado?

    Responder
  5. Maiara Gomes em

    Oi Chai. Eu passei por isso, e sei o quanto dói mesmo, faz apenas 3 meses que isso aconteceu e eu vi que realmente passa. E as vezes passa tão rápido que você nem percebe. Muitas vezes demora, mas as vezes passa rápido. Passei 5 anos e meio com uma pessoa, sempre segui seu blog. Acho que quase todos os presentinhos eu fiz, eu amava dar presentes personalizados a ele e todos eram daqui. Obg por tudo. Mas infelizmente não deu certo. Ele me deixou sem me dar explicações, e eu quase enlouqueci, mas graças a Deus e a minha família eu me recuperei. Até remédio controlado tomei pra dormir, mas não adiantava. Mas meninas, se alguma de vocês estão passando por isso, tenham forças pois vai passar, se apegue cada vez mais a Deus, Ele sim vai lhe ajudar. Dê valor as pessoas que querem seu bem, como por exemplo sua família. Eles sim fariam tudo por você. E pode ter certeza, vai passar! Bjs.

    Responder
    1. Maiara Gomes em

      Ops desculpas, não tinha visto que não era a Chai, rsrs Desculpas Kesia. Bjs

      Responder